Onde humanos não são os mocinhos!

Na década de 90 sempre assistíamos àqueles desenhos em que o protagonista era algum humano que sofria mutação ou era um alienígena com aparência humana. Não estamos falando de Thundercats em que felinos defendiam Thundera ou algo do tipo. Estamos falando de outros seres que protegiam a Terra.

Valentes Cowboys de Moomesa

Vamos começar com um dos desenhos menos visto, comentado e lembrado da década de 90 nesse estilo de humanos não mocinhos. Os valentes Cowboys de Moomesa era um desenho exibido pelo SBT mais ou menos em 1997 e que não durou muito por aqui. E curiosamente esse desenho foi criado po Ryan Brow, o mesmo criador de Tartarugas Ninja. O desenho teve duas temporadas, resultando em 26 episódios.

Certo, mas e a história? Pelo nome você pode imaginar algum tipo de Sunset Riders ou Wild Guns animado, mas trata-se de três cowboys que defendem o povoado de Moomesa. Além deles três, têm outros cowboys ou simples habitantes do povoado e, claro, belas mulheres de vestido ou lindas cowgirls. Também temos cenários bem "faroésticos": Saloons, prisões, desertos com cactos e tudo mais. Agora imagina tudo isso com um simples "tema": BOVINOS!


É sério. os cowboys são touros, os habitantes de moomesa são touros, vacas e bezerros, e os vilões ao menos têm alguma diferença... Não, são urubus, escorpiões e afins. À princípio parece só um desenho em que todos são animais, mas essa mutação trata-se de uma radiação causada pela queda de um meteoro, mais ou menos em 1800, que envolveu uma nuvem que encobria toda essa região "faroéstica" fazendo todos passarem por essa mutação.

O resumo desse desenho era: Três vaqueiros (Xerife Moo, Dakota e Cowlorado) que defendiam o povoado segundo o Código do Oeste. Tudo pra eles é esse tal código, que muitas vezes não têm nexo nenhum. E, falando em nexo, vamos combinar que touros em cima de cavalos vestindo roupas de couro não têm o mínimo sentido, né?



Esquadrão Marte

Esse desenho era mais conhecido como "Biker Mice From Mars" e não é conhecido como desenho e sim como jogo, aquele de corrida feito pela Konami e tal. O desenho conta a história de três ratos motoqueiros que vinham de marte (o nome original já é auto explicativo) depois de fugirem do planeta devido à invasão dos Plutarkianos (não, não são de Plutão, são de Plutark) e que caem na Terra acidentalmente, mais precisamente em Chicago, que curiosamente é onde fica as indústrias Limburger, que é um plutarkiano disfarçado na Terra.


Naquela época, muitos desenhos tinham a sua "abrasileirada" em questão de dublagem, então a maioria dos nomes foram trocados, alguns até demais. Sem contar que Esquadrão Marte sofreu uma repaginada assim como Dragon Ball, mas não em questão da empresa de dublagem, e sim por que na versão de VHS era uma empresa e a versão que foi ao ar (vale lembrar que passava na TV Colosso) era outra. A versão que eu assistia era a de VHS então me desculpem por qualquer informação trocada com a lembrança de vocês.


Começando com os mocinhos. Temos Todd(Throttle), o líder. Ele tem uma luva que lhe dá uma força a mais e usa óculos devido a um incidente ocorrido em Marte. Vale lembrar que os outros dois ratos também tiveram problemas com esse incidente. No caso de Vinnie(Vinnie), metade do seu rosto ficou deformado, fazendo-o usar uma máscara tipo o Fantasma da Ópera ou Kano. Mas o bacana dele é seu arsenal de explosivos e sinalizadores em seu cinto. E por último temos Brad(Modo) que no jogo era o mais forte com o seu Bionic Crash que arrebentava o adversário. O incidente fez com que ele perdesse seu braço e que felizmente conseguiu uma prótese biônica. E por último temos a Charlene, a mecânica da oficina Last Chance. Ela dá uns upgrades nas motos, assim como no jogo.


E os vilões? Tínhamos o Bochecha(Limburger), o tal plutarkiano disfarçado. Ele tinha um chefe que toda vez que o via por uma tela em que se comunicavam, ele tirava a máscara e fazia algo estranho: Esfregava a bunda no telão. Também temos o Dr. Cérebro(Karbunkle) que era bonzinho e se tornou malzinho. Ele é o responsável pelas peças repostas dos três ratos. (o braço de Brad, o óculos de Todd e a máscara de Vinnie). E por último, o Graxa(Grease Pit, nome baseado em Brad Pit), um mecânico meio abobalhado que escorre graxa de tudo que é canto e tudo que é hora. (Será graxa mesmo? =X)



Tartarugas Ninja

E como não falar desse clássico desenho? Tartarugas Ninja teve seu início em 1987 mas como durou até 1996, ela nos alcançou. É certo que todos os desenhos, temporadas, seriados, filmes e jogos tinham sempre as mesmas situações: Ninjas, Lutas, Pizza e o Destruidor. Mas o enredo é que tornava-o sensacional.


Antigamente, a diferença entre eles eram apenas as armas. Mas com o passar do sucesso e chegando aos desenhos animados em cores, foi adicionado mais uma diferença, as cores das faixas: azul, laranja, vermelho e roxo. Bem diferente de todas as referências daquela época em que tudo era "vermelho, azul, amarelo, verde, rosa".


 E, pra quem não sabe, Tartarugas Ninja surgiu dos quadrinhos e foi para o desenho animado e depois teve até um seriado que não teve muito sucesso (sabe-se lá por que) feito do mesmo estilo do filme. Falando no filme(os dois primeiros), vale citar que na década de 90 um grande "tchan" que os produtores faziam nos seriados era usar essas roupas de bonecos se tornando determinado personagem. Vale lembrar também que eles tiveram uma participação em Power Rangers no espaço como crossover.



Então pessoal. Agradeço por terem lido mais essa postagem. Comentem sobre esses três desenhos sensacionais e sugestões e críticas são muito bem vindas. Nos vemos na próxima segunda. Abraço à todos.


1 comentários:

MUITO BOM, QUE TEMPO BOM MUITAS SALDADES .

27 de fevereiro de 2014 11:13 comment-delete

Postar um comentário